A maior festa da cerveja do mundo: OKTOBERFEST

Gente, nem eu acreditava que estava indo para lá!

Alemanha não era destino certeiro na nossa rota, se desse iriamos se não, ok. Mas durante a viagem, o roteiro ajudou e fomos parar lá e advinhem quando? Bem no meio da Oktoberfest (outubro/2018). Munique nem estava nos nosso planos, quando fomos pesquisar hospedagem (das piores e longe) passava dos 200 euros a noite, sem condições. Mas eu não aceitava o fato de estar tão perto e não conhecer esse evento. Tipo, quando isso aconteceria de novo? Talvez um dia, mas dificil né?

Seguimos de Praga para Nuremberg, curtimos por dois dias a cidade mas a sombra da Oktoberfest nos acompanhando. Pesquisando muito, descobrimos um trem regional que poderíamos fazer um bate volta para lá em menos de 2h o trajeto e baratinho, saiu 31 euros para duas pessoas. Nesse passe, há opção de duas a cinco pessoas viajando juntas, quanto mais gente mais barato. Detalhe: esse trem regional não parece nas pesquisas comuns de rota, no “goeuro” tão menos.  Sempre opções muito caras e principalmente quando é de ultima hora. O regional você compra direto nas máquinas das estações, e o valor dele não muda conforme a demanda. Ele é válido das 9h da manhã até às 1h da madruga, nesse intervalo de tempo você pode entrar e sair em quantos trens quiser e pra onde quiser, única regra importantíssima: não pegar trens rápidos, apenas os regionais (no bilhete especifica as linhas). Eles andam a 60-80 km/h e param em todas as cidadezinhas na rota, por isso demora mais, mas também o preço compensa muito. A mesma rota no goeuro, considerando a mais barata – com conexão, saia por 22 euros cada um e apenas um trecho, então total de 88 euros nós dois, e isso o mais barato viu!? A maioria dos horários estavam na faixa de 40/55 euros cada! O trem rápido faz em 1h, nós levamos o dobro do tempo mas economizamos muita grana na jogada.

Não era nem 9am e estação estava cheia de gente, todos vestidos a caráter. Fomos com todas nossas tralhas, ainda não tinhamos hospedagem para a próxima noite. Até tentamos ficar mais uma noite lá mesmo em Nuremberg mas estava lotado, era um sábado, último fds da Oktoberfest. Demais opções ou lotado, ou muito caro. Pensamos o seguinte: vamos para a festa e depois a gente dorme em qualquer cidade que conseguirmos, a ideia era tentar chegar o mais norte possível para continuar a rota e aproveitar o ticket de trem. Enfim, estações lotadérrimas, todos indo para o mesmo lugar, tava um climão legal sabe? O trem estava bem cheio, galera toda com engradados de cerveja, enquanto outros tomavam café… Tava até me sentindo no #tusca (evento universitário em São Carlos). O engraçado é que levam a cerveja direto no engradado mesmo sabe? Nas próprias caixas, sem gelo, nem cooler…

Chegamos na estação em Munique quase duas horas depois, estava uma loucura chegando trens lotados de todas as direções e tínhamos que guardar mochilas, ir ao banheiro (1 euro e com fila). Bateu um desespero pois os lockers (armários para guardar objetos) todos ocupados… ficamos quase 1h ali plantados para conseguir um (5 euros) e galera quase se matava quando algum liberava. Pior que não cabia tudo, foi uma luta, enfiamos tudo que coube e saímos ainda com mochilas menores nas costas e casaco na mão.  O local do evento fica há duas quadras e fomos andando, vai todo mundo junto. Na portaria fomos barrados pelas mochilas, e tivemos que  deixar em outro locker que era uma bagunça na verdade: pagamos 7 euros pra nossa mochila ficar num gramado, acreditem!

Na frente do evento, na rua, ficam milhares de garrafas de cerveja jogadas, muitasssss mesmo, isso porque ainda era antes do 12pm hein? E uma galera também com sacolas e carrinhos recolhendo tudo pois na Alemanha embalagens valem grana no mercado (0,50 euros cada uma), juro que me deu vontade de desistir da festa e ficar ali juntando as garrafas! kkkkkkk  Muita gente e muita loucura. Enfim, conseguimos entrar (entrada gratuita).

É um evento gigantesco, tem parque de diversão, barraquinhas de comida, muita muita gente. Idoso, criança, galera, casal, família… Tudo junto e misturado. Aí existem as grandes tendas de cerveja que são eventos a parte, se não me engano eram sete. Lá dentro há decoração, restaurante, música, muitas e muitas mesas e as famosas cervejas de litro. A cerveja mais cara que já tomei na vida, 11 euros uma caneca dessa aí. E tem um detalhe: só vendem bebidas dentro das tendas e lá dentro você só pode pedir se estiver sentado, o que é impossível. Pelo que li na internet há listas de reservas meses antes. O Lucas fez amizade com um escocês e então conseguimos nossas canecas. É bem gostosa e geladinha.

E é uma loucura dentro dessas tendas, super lotado, garçons correm de um lado pro outro com muitas canecas ao mesmo tempo ou bandejas de comida gritando e assoprando apitos para galera sair da frente (um dos motivos que não deixam ficar gente nos corredores). Do nada toca uma música, todos levantam, cantam e dançam, sobem nas cadeiras, mesas… É bem engraçado. 

São canecas de 1 litro de cerveja produzida especialmente para o evento


Se gostamos? Sim. Se volto? Acho que não. Vale a pena conhecer, mas é um evento bem típico tradicional e nos sentimos meio perdidos. Tem os hinos deles, e coisas que só eles entendem ali. As turmas são gigantescas vai a família toda. Tentamos entrar em todas as tendas, mas depois da terceira já fomos barrados, certa hora enche e eles fecham as portas, ai só abrem novamente após esvaziar. Pelo que vimos, o pessoal frequenta o evento em dois turnos: a galera que chega cedo, fica ali até umas 16h/17h, e depois chega mais uma turma final de tarde que fica até a noite.


Na saída vimos muita gente caída de tanto beber na rua e políciais vão meio que recolhendo, conversando… Voltamos à estação, pegamos nossas mochilas e começamos a saga de procurar hospedagem no #booking, e onde achamos? Furth, cidade ao lado de Nuremberg, praticamente o mesmo lugar. Toda cidade que pesquisamos estavam lotadas ou muito caras (de 200 euros pra cima).

Então partimos de Munique, era cerca de 18pm e mais uma vez estação lotada, um empurra total, dificil conseguir entrar no trem, e dessa vez além de gente sentada no chão foi também no compartimento de malas… crianças com balões, galera bêbada, todo mundo bem alvoroçado.

trem após Oktoberfest

Fim da nossa aventura de um dia beeeem longo! Foi diferente, divertido e cansativo, mas conseguimos! Quem quiser saber mais, dúvidas, sugestões manda ai nos comentários!

Sigam também meu instagram, já postei quase tudo lá! www.instagram.com/jurossi_souza

6 comentários

  1. Nossa que incrível essa festa e que sorte ter conseguido encaixar no roteiro esse passeio e logo na época da maior festa da cerveja do mundo. Show de bola! Espero ter a mesma sorte. Adorei seu texto. Parabéns pelo blog.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s